Investimentos – Vantagens e riscos de comprar ações em um IPO?


IPO ou Inicial Public Offering significa Oferta Pública Inicial, em português, e representa a primeira vez que uma empresa disponibiliza suas ações para venda ao mercado e passa a ter suas ações negociadas em bolsa de Valores.


Nesse processo, as empresas captam dinheiro do mercado através da venda de parte de suas ações.

Existem alguns motivos que podem levar uma empresa a fazer seu IPO:

– Para acelerar o seu processo de crescimento: podem utilizar para o seu desenvolvimento e progresso, por conta de novos investimentos.

– Para dar liquidez aos sócios atuais: caso algum sócio da empresa, seja uma pessoa física ou um fundo de private equity, por exemplo, queira se desfazer de sua participação na empresa, o IPO pode ser um bom momento para isso.

– Para aumentar a visibilidade e credibilidade do negócio: nesse processo de abertura de capital, a empresa precisa aumentar seus níveis de transparência e governança corporativa. Isso aumenta a sua credibilidade e reconhecimento público.

Por outro lado, abrir capital também traz desvantagens para as empresas. Dentre elas, está o alto custo e a burocracia envolvidos no processo, assim como a perda do controle da empresa pelos proprietários, uma vez que grandes investidores podem conquistar influência nas decisões, dependendo do tamanho de sua participação. Além disso, toda empresa de capital aberto está sujeita à regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários e, dessa forma, precisa ser muito transparente, o que pode causar maior exposição à empresa e falta de sigilo sobre informações importantes.

Já para os investidores, o IPO é uma oportunidade de comprar ações das empresas antes que cheguem ao mercado, o que pode significar comprá-las a um preço menor e obter lucro nos primeiros dias de negociação. Sendo assim, com uma análise fundamentalista é possível avaliar se aquela é uma boa oportunidade de negócio e tem perspectivas de crescimento.

Entretanto, existe a possibilidade de que a companhia não entregue os resultados esperados pelo mercado e gere prejuízos aos investidores. Portanto, antes de decidir entrar em um IPO, fique atento às informações apresentadas no prospecto ou em relatórios das casas de análise.

O prospecto é um dos documentos mais importantes nesse sistema e costuma ser bem completo, apresentando toda a informação necessária para que o investidor tome a decisão de comprar ou não aquelas ações. Porém, por se tratar de um documento longo, em determinados casos torna-se inviável para o investidor ler o arquivo completo em tempo hábil. Por isso, diversas casas de análise emitem relatórios com resumo do material e ainda recomendam a entrada ou não na oferta. Claro que o ideal é que o próprio investidor leia o prospecto.

Em 2021, já surgiram mais de 20 IPOS e ainda há muitos por vir até o final do ano. Converse com o seu assessor para se informar sobre as próximas ofertas públicas!

There are no comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart