Economila – Política monetária

Por: Camila Abdelmalack

A política monetária exerce um impacto direto na vida dos brasileiros e, por conta disso, investidores que conhecem com maior clareza essa relação certamente podem apresentar resultados melhores em suas aplicações.

Qual é o objetivo da política monetária?

Manter a inflação sob controle. Para isso, o Banco Central baseia-se em um regime de metas de inflação.

Como funciona a meta de inflação?

Ela é fixada pelo Conselho Monetário Nacional. O Conselho é composto por Ministro da Economia, Presidente do Banco Central e Secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia.

Quando o Banco Central observa que as projeções de inflação do mercado (apurado pela pesquisa Focus) estão se deslocando para ficar acima da meta, a instituição eleva a taxa Selic para controlar essa expectativa de um cenário mais inflacionário. Isso porque uma taxa de juros mais alta desestimula o consumo.

Agora, quando a inflação está abaixo da meta, provavelmente a atividade econômica também está desaquecida. Menos consumo, menos pressão nos preços. Assim, o Banco Central reduz a taxa Selic para desencarecer o crédito e estimular o consumo.

Fonte: Banco Central do Brasil

Os canais de transmissão da política monetária

Os mecanismos de transmissão da política monetária são os canais por meio dos quais mudanças na taxa Selic afetam o comportamento de outras variáveis econômicas, principalmente preços e atividade financeira (PIB).

A Selic e o atual contexto da política monetária

O principal instrumento de política monetária no Brasil é a Selic, a taxa básica de juros da economia. Ela influencia todas as taxas de juros do país, como as dos empréstimos, dos financiamentos e das aplicações financeiras.

No ápice da crise da Covid-19, vivemos em um ciclo de Política Monetária Expansionista, adotada quando a economia vive uma situação que precisa de estímulo para crescer. Portanto, uma redução na taxa básica de juros tende a causar:

  • Aumento da inflação
  • Aumento do emprego
  • Estímulo a novos investimentos
  • Crescimento do PIB

IPCA e Selic

Fonte: Banco Central

Atualmente, o aumento da inflação sinaliza preocupação sobre um possível descontrole dos preços no futuro. Como os indicadores econômicos começaram a mostrar recuperação, ao mesmo tempo em que os preços começaram a subir, desde março o Banco Central vem elevando a taxa Selic, com o objetivo de controlar as expectativas de um cenário inflacionário. A Selic saiu de 2%, a mínima histórica, para 3,50% em maio

Gostou do artigo ? Compartilhe com alguém importante para você !
A Veedha acredita que quem se informa melhor investe melhor e por isso se preocupa em trazer conteúdo de qualidade para você.

Pensando nisso desenvolvemos em parceria com a Xpeed o curso Formação de Investidores, para que você possa explorar todo o potencial dos seus investimentos, quer saber mais?
Clique aqui

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart