Economila – O setor de serviços representa cerca de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) no Brasil .

Por: Camila Abdelmalack

O setor de serviços representa cerca de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) no Brasil. Dada a magnitude dessa importância, os indicadores divulgados mensalmente influenciam na avaliação do cenário econômico e, consequentemente, nos investimentos.

Os indicadores de atividade econômica balizam as expectativas sobre inflação e, consequentemente, sobre o nível de juros no país. Quando os dados são fracos, em geral a indicação é de uma demanda mais contida, com menos pressão nos preços; com isso, torna-se necessário baixar os juros para estimular os negócios. Ao contrário, números muito positivos indicam aquecimento da demanda e, consequentemente, uma chance maior de pressão nos preços, o que pode exigir taxa de juros mais alta. É basicamente essa dinâmica que os investidores acompanham no dia a dia.

Como acompanhar a performance do setor de serviços?

A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo IBGE, produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no País, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação.

Há indicadores por atividade, de acordo com os seguintes grupos e subgrupos:

  • Serviços prestados às famílias (alojamento e alimentação; outros serviços prestados às famílias);
  • Serviços de informação e comunicação (serviços TIC; serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias);
  • Serviços profissionais, administrativos e complementares (serviços técnico-profissionais; serviços administrativos e complementares);
  • Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (transporte terrestre; transporte aquaviário, transporte aéreo; armazenagem, serviços auxiliares dos transportes e correio);
  • Outros serviços.

O que aconteceu na comparação entre fevereiro e março?

Ao longo de 2020, os números vinham esboçando recuperação, mas houve retrocesso no processo de reabertura da economia com a piora da pandemia e, consequentemente, o número mostrou recuo. Em março de 2021, o volume de serviços caiu 4,0% frente a fevereiro, mas, comparado a igual mês de 2020, o volume de serviços avançou 4,5%, após doze taxas negativas na comparação anual.

Três das cinco atividades investigadas registraram queda, com destaque para serviços prestados às famílias (-27,0%), que registrou tombo mais intenso desde abril de 2020 (-45,6%). Os demais resultados negativos vieram de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-1,9%) e de profissionais, administrativos e complementares (-1,4%), com o primeiro setor devolvendo parte do ganho acumulado de 7,4% nos dois primeiros meses de 2021; e o segundo eliminando pequena fração da expansão de 9,6% assinalada entre outubro de 2020 e fevereiro último.

Receita Nominal de Serviços – Pesquisa Mensal de Serviços

Fonte: IBGE


Qual a tendência?

A perspectiva para 2021 é que serviços como um todo vão avançar com vacinação. Apesar da piora entre fevereiro e março, já se observa um dinamismo positivo. As empresas começaram a lidar melhor com a pandemia, com digitalização, adaptando-se às circunstâncias. Serviços de informação estão acima do patamar pré-pandemia, assim como transportes e outros serviços.

Podemos acrescentar aqui que o Índice de Confiança de Serviços (ICS), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), subiu 4,1 pontos em abril após seis meses de queda, passando de 77,6 pontos em março para 81,7 em abril. Isso mostra que o sentimento econômico deve continuar em rota de recuperação nos próximos meses devido ao afrouxamento das medidas de isolamento social na esteira de avanços da vacinação.

Gostou do artigo ? Compartilhe com alguém importante para você !
A Veedha acredita que quem se informa melhor investe melhor e por isso se preocupa em trazer conteúdo de qualidade para você.

Pensando nisso desenvolvemos em parceria com a Xpeed o curso Formação de Investidores, para que você possa explorar todo o potencial dos seus investimentos, quer saber mais?
Clique aqui

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart