Economila – A participação do público jovem, entre 16 e 25 anos de idade, é a que mais cresce na Bolsa.

Por: Camila Abdelmalack

O número de novos investidores brasileiros na Bolsa ganhou mais força a partir de 2018, em linha com o ambiente favorável da queda na taxa básica de juros. O retorno dos investimentos de renda fixa ficou aquém dos anos anteriores e os investidores passaram a diversificar para obter maior rentabilidade. No início daquele ano havia ao redor de 615 mil cadastros na B3, número que saltou para 3.687.026 neste mês.


Faixa Etária dos Investidores na Bolsa – Abril de 2021

Fonte: B3


A faixa etária com maior número de investidores está entre 26 e 45 anos, atualmente representando 60% dos investidores na Bolsa. Mas, quando olhamos para valores investidos, o recurso da faixa etária acima de 56 anos significa 54% dos R$ 505 bilhões registrados em abril de 2021.

Percentual do Valor Aplicado em Bolsa – Abril 2021

Fonte: B3


O investimento em Bolsa aqui não é disseminado como em economias desenvolvidas. Dos 212 milhões de brasileiros, cerca de 2% investem no mercado acionário, enquanto nos Estados Unidos esse percentual chega a 60% da população.


Por isso, quando pensamos numa perspectiva para o mercado financeiro, olhamos atentamento para as métricas do público jovem (entre 16 a 25 anos) , que hoje representa 11% do total de investidores em renda variável.
O aumento do acesso à informação, por meio de canais de YouTube e páginas de influenciadores digitais, incentivou a entrada dos jovens no mercado financeiro. De 2018 para abril de 2021 o número de jovens investidores cresceu 1000%, enquanto a base total aumentou 367%.

Investidores Pessoa Física na Bolsa

Fonte: B3


É inegável que os jovens estão mais interessados em conhecer o mundo dos investimentos e se arriscando mais. Vários fatores explicam esse movimento. O juro baixo, hoje em 3,50% ao ano, também estimula a busca pela rentabilidade.


Uma pesquisa divulgada pela B3 em dezembro de 2020 mostrou que a principal fonte de informação dos investidores é a internet (73% das respostas), seguida por Youtube e influenciadores (60%) e e-mails, alertas e notificações de empresas do setor (38%). Em quinto lugar aparecem as redes sociais de bancos e corretoras, com 38% das respostas.
A Veedha apoia o processo de Educação Financeira!

Gostou do artigo ? Compartilhe com alguém importante para você !
A Veedha acredita que quem se informa melhor investe melhor e por isso se preocupa em trazer conteúdo de qualidade para você.

Pensando nisso desenvolvemos em parceria com a Xpeed o curso Formação de Investidores, para que você possa explorar todo o potencial dos seus investimentos, quer saber mais?
Clique aqui

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart