“Economila – O Potencial de Crescimento Econômico no Empoderamento Feminino”

Por: Camila Abdelmalack


O estudo, realizado pelos economistas Adriana Dupita, Abhishek Gupta e Tom Orlik, examinou a participação feminina como força de trabalho em 36 economias desenvolvidas e emergentes. A publicação feita pela Bloomberg Economics (clique aqui) aponta que, se as mulheres recebessem os mesmos níveis de educação que os homens e ocupassem a mesma quantidade de vagas de empregos, haveria um impulso de 20 trilhões de dólares na economia global. Recomendamos a leitura desse artigo!

Acréscimo ao PIB com a redução na desigualdade de gênero

Fonte: Bloomberg

A ideia principal é que, com mais escolaridade e participação feminina na força de trabalho de 25-64 anos, o universo feminino se igualará ao dos homens em cada país até 2050. O gráfico mostra o PIB em relação à linha de base da desigualdade persistente.


O relatório destacou que as mudanças nas políticas relacionadas à educação das mulheres, cuidados infantis e arranjos de trabalho flexíveis têm o potencial de impulsionar o crescimento econômico mundial. Globalmente, 58,4% das mulheres com idades entre 25 e 64 anos trabalham, em comparação com 92,1% dos homens, mostrou o estudo.


Em meio à pandemia, muitas mulheres deixaram o mercado de trabalho para cuidar de crianças ou familiares. Nos EUA, por exemplo, as mulheres ajudaram a impulsionar a maior economia do mundo após a última recessão. Depois da crise da Covid-19, cerca de 1,4 milhão de mães permaneceram fora do mercado de trabalho, de acordo com o Escritório do Censo em janeiro. Recentemente, o relatório de empregos mostrou que a participação das mulheres em algumas faixas etárias melhorou ligeiramente, embora ainda permaneça pior se comparada a
níveis pré-pandêmicos.


Nos Estados Unidos, onde o assunto está mais avançado, reduzir a diferença de gênero nas questões de educação e trabalho agregaria cerca de 5% ao Produto Interno Bruto até 2050.

Na Índia, por exemplo, reduzir esse gap de gênero poderia adicionar mais de 30% ao PIB.

Em países do Oriente Médio, então, pode ultrapassar esse percentual.
Quando olhamos para o Brasil, a capacidade de gerar PIB até 2050 é da ordem de até 5%, igual aos Estados Unidos. Por aqui, as mulheres ainda recebem em média 70% do salário que os homens ganham para executar as mesmas tarefas, nos mesmos postos de trabalho.

Além disso, as condições de trabalho e a hierarquia nas instituições também desfavorecem as mulheres em relação aos seus colegas do sexo masculino.
Outro estudo traz conclusões similares.

A McKinsey calculou que ter mais mulheres participando do mercado de trabalho e em cargos de liderança pode gerar um aumento de até US$ 12 trilhões no Produto Interno Bruto (PIB) global até 2025. Esses dados reforçam que é essencial valorizar grandes líderes femininas no cenário econômico.

Após a pandemia, a crise de desigualdade explodiu. Globalmente, as mulheres perderam pelo menos US$ 800 bilhões (cerca de R$ 4,3 trilhões) em renda no ano passado, de acordo com relatório da Oxfam International. A CNN Brasil trouxe essa informação em outra perspectiva: a perda das mulheres em renda representa mais do que o produto Interno Bruto (PIB)
combinado de 98 países, o valor de mercado de US$ 700 bilhões (cerca de R$ 3,8 trilhões) que a Amazon superou no ano passado, ou os cerca de US$ 721,5 bilhões (aproximadamente R$ 3,9 trilhões) que o governo dos EUA gastou em 2020 com o maior orçamento de defesa do mundo, segundo a organização global.

Muitas vezes pensamos que agregar crescimento está atrelado exclusivamente aos investimentos pesados em infraestrutura, mas reduzir as ineficiências do mercado e as questões distributivas também são ações necessárias para a prosperidade dos países.

Gostou do artigo ? Compartilhe com alguém importante para você !
A Veedha acredita que quem se informa melhor investe melhor e por isso se preocupa em trazer conteúdo de qualidade para você.

Pensando nisso desenvolvemos em parceria com a Xpeed o curso Formação de Investidores, para que você possa explorar todo o potencial dos seus investimentos, quer saber mais?
Clique aqui

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart